ESPORTES

Estudo: clubes brasileiros tiveram prejuízo de R$ 1 bi em ano de pandemia



A pandemia da Covid-19 acarretou em prejuízos financeiros jamais contabilizados antes no futebol brasileiro, de acordo com análise da Sports Value, empresa especializada em marketing esportivo. O ano de 2020 terminou com perda de 19,5% a 26% das receitas para os 20 principais clubes do país, com um déficit conjunto de R$ 1,03 bilhão, um aumento anual de 39%.

Clique aqui e assine PLACAR com preço especial, a partir de 8,90 reais por mês!

Comparado a 2019, as receitas dos clubes caíram de 6,1 bilhões de reais para 5,1 bilhões. As fontes que mais sofreram impacto pelos efeitos da pandemia, como a proibição da presença de torcedores nos estádios, foram referentes a diretos televisivos, bilheteria, sócios, transferências e patrocínios.

Apesar dos bons resultados em campo, o bicampeão brasileiro Flamengo não escapou da crise. Em ganhos com bilheteria, associados e premiações por competições, o clube viu despencar a sua receita de 175 milhões de reais para 92 milhões de reais, entre 2019 e 2020. Além da ausência de bilheteria, vale ressaltar a eliminação precoce nas oitavas de final da Libertadores, diante do Racing. Em 2019, o time recebeu 85 milhões de reais como prêmio por ter vencido o torneio.

Na somatória dos 20 clubes, os recursos com cotas televisivas também sofreram grande queda, de 636 milhões de reais, que, segundo estudo, "em parte poderão ser recuperadas". As dívidas totais, se somadas, ultrapassam pela primeira vez na história a marca de 10 bilhões de reais.

A análise aponta que os clubes procuraram reduzir custos, mas, mesmo assim, fracassaram na tentativa de equilibrar os caixas devido a queda vertiginosa de receitas. Cruzeiro, Vasco e São Paulo foram os clubes com maior redução concreta de gastos como salários, despesas administrativas. Em 2019, a somatória de custos dos 20 clubes chegava a 4,9 bilhões de reais. Hoje, atinge 4,4 bilhões.

O Flamengo ainda é o clube que mais gasta no país, com 562,7 milhões de reais, seguido de perto pelo Palmeiras, com 519,7 milhões. O Corinthians, que em 2019 ocupava a sexta colocação entre os que mais gastam, passou para a terceira colocação, com 461,6 milhões de reais. O Conselho Deliberativo do clube alvinegro reprovou no último dia 27 as contas de 2019. As de 2020 foram aprovadas.


As dívidas de cada um dos 20 clubes –SportsValue/Reprodução

Galo tem a maior dívida

O estudo também apontou o montante de dívida de cada um dos clubes. A maior acumulada é a do Atlético-MG, que saltou de 749,6 milhões de reais para 1,2 bilhão de reais em apenas um ano, um aumento de 62%.

Em segundo lugar está o rival Cruzeiro, com 962,5 milhões de reais, seguido pelo Corinthians, com 949,2 milhões, ultrapassando o Botafogo, então o time mais endividado do país. O clube que menos deve entre os 20 é o Ceará, com 26,5 milhões de reais, mas um aumento substancial, de 86% de 2019 para 2020.

Continua após a publicidade





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM