Encontre Barra Funda

NOTÍCIAS



Trocas de tecidos de Ombrelones em Lauzane Paulista / Trocas de tecidos de Ombrelones no Mandaqui

01/08/2019 às 10h28
Atualizada em 01/08/2019 - 11h27

Reforma de Ombrelones em Lauzane Paulista / Reforma de Ombrelones no Mandaqui

.Por que consertar seu Ombrelone e seus guarda-sois?
Na hora de decorar a área externa, com certeza você optou por colocar ombrelones (guarda-sol) nas mesas ao lado da piscina, isto por que além de proporcionar sombra, ainda dão corpo a decoração externa, e deixam o ambiente externo com um visual mais tropical, e aposto que ficou muito bacana.
 
Ombrelone depois de 6 meses
Depois de seis meses os ombrelones por estarem diretamente expostos ao sol e chuva, estes já não tem a mesma aparência de quando eram novos, e algumas vezes estão até rasgados, isto se dá, devido as mudanças de temperatura durante os diversos períodos do dia, ora com muito sol que "estica" o tecido, e mais a tarde com a temperatura mais amena e com o sereno o tecido volta. Neste "vai e volta" o tecido do Ombrelone começa a se danificar e provavelmente já não está tão bonito como antes.

O que fazer com os ombrelones velhos?
Ombrelones com seis meses ou um ano de uso ainda tem a estrutura em boas condições de uso, seja ombrelone de madeira ou de metal, neste caso basta trocar o tecido do ombrelone, inclusive mudando a cor e renovando realmente o seu ambiente, e se necessário fazer uma manutenção na estrutura, trocar as cordinhas etc... e assim você terá seu ombrelone novo de novo, por um preço bem mais em conta do que comprar um novo.

Empresas que reformam Ombrelone
Existem muitas empresas que reformam ombrelone, em  São Paulo, tem o Oliveira Guarda Sóis que conserta ombrelone na região de Alphaville, Barueri, Guarujá 

Quantidades mínimas para a reforma de Ombrelone ou guarda-sol:
10 unidades para atendimento em toda São Paulo;
05 unidades para São Paulo – Capital. 

SOLICITE UM ORÇAMENTO !!!!!!!!
Conserto / Manutenção / Reforma de Guarda Sol Ombrelone

11 9.9858-3645 Oliveira Guarda Sóis


 

Fonte: Oliveira Guarda Sóis



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

* Fique tranquilo que ele não será exibido junto ao comentário.





VEJA TAMBÉM