TECNOLOGIA

Procon reúne empresas e operadoras para debater segurança de celulares



Após uma onda de assaltos na cidade de São Paulo, o Procon convocou as empresas Apple, Motorola, Samsung, Claro, TIM e Vivo, além de representantes do Facebook, Instagram, Whatsapp,  Google e do da Febraban para discutir os mecanismos de segurança disponibilizados ao cliente em caso de roubo do celular.

A reunião entre a entidade e as empresas deve acontecer na manhã desta quarta-feira (23).

O Procon-SP quer saber qual o grau de confiabilidade dos sistemas de segurança e proteção das operadoras, plataformas e bancos, já que muitas fraudes estão sendo praticadas

, afirma Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP.

Segundo Capez, a expectativa é que as empresas construam propostas de solução em conjunto.

Além disso, é essencial que essas empresas ofereçam um acesso eficaz para que aquela pessoa que teve seu celular furtado ou roubado seja atendida de imediato

.


Investigação foi iniciada após quadrilha roubar celulares com foco na conta bancária das vítimas.

No início do mês, o Procon já havia solicitado que as fabricantes explicassem todas as informações relacionadas à segurança do dispositivo. Também foram notificados a Febraban, a Associação Brasileira de Bancos (ABBC), a Associação Brasileira de Fintechs (ABFintechs) e as instituições Banco BMG, Banco Bradesco, Banco do Brasil, Banco C6, Banco Inter, Banco Pan, Banco Santander Brasil, Caixa Econômica Federal, Itaú Unibanco, Neon Pagamentos e NU Pagamentos.

Os crimes

A quadrilha rouba celulares com o objetivo de acessar aplicativos de bancos instalados no aparelho e limpar a conta bancária da vítima. A maioria das transferências realizadas pelos criminosos são feitas durante a madrugada, para não levantar suspeitas.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



TECNOLOGIA  |   23/07/2021 10h30





TECNOLOGIA  |   23/07/2021 10h21


TECNOLOGIA  |   23/07/2021 10h09