TECNOLOGIA

IA da Google quer acabar com cookies e proteger sua privacidade





A Google revelou que está desenvolvendo uma alternativa aos cookies, conhecidos e odiados por monitorarem o comportamento do usuário na Internet. A iniciativa promete ir na direção contrária, promovendo a proteção de dados e privacidade. Nomeada de FLoC (sigla para Federated Learning of Cohorts), a novidade permitirá que empresas enviem anúncios para blocos de clientes em potencial, em vez de indivíduos específicos.

Para tanto, o sistema usa algoritmos de aprendizado de máquina e mapeia hábitos de navegação semelhantes para unir usuários. Essa estratégia, segundo a Google, permite que os indivíduos fiquem escondidos "na multidão" e tenham mais segurança. A empresa garante que todos os dados analisados, incluindo o histórico de navegação, são mantidos em sigilo.

FLoC apresenta 95% de eficácia


Na segunda-feira (25), foram divulgados resultados de simulações técnicas conduzidas pela equipe de anúncios da Gigante de Buscas. Em comparação ao desempenho obtido pelo uso de cookies, a tecnologia se saiu muito bem, alcançando 95% de eficácia por dólar investido.

O próximo passo será a disponibilização do FLoC para testes públicos por meio de uma atualização para o Chrome, que deve sair em março de 2021. Além disso, o sistema também será testado com anunciantes no segundo trimestre do ano. Agora, resta aguardar as próximas notícias sobre o potencial substituto dos temidos cookies.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






TECNOLOGIA  |   25/02/2021 12h45


TECNOLOGIA  |   25/02/2021 12h30